Quarta, 12 Fevereiro 2020 19:23

Fiscalização constata pontos insalubres no Centro de Atendimento de Infecções Crônicas

Fiscalização constata pontos insalubres no Centro de Atendimento de Infecções Crônicas Fiscalização constata pontos insalubres no Centro de Atendimento de Infecções Crônicas

O Sindicato dos Servidores Públicos e Autárquicos Municipais de São Carlos (SINDSPAM), foi acionado nesta segunda-feira (11) por servidores que trabalham no Centro de Atendimento de Infecções Crônicas (CAIC), localizado na rua 7 de setembro 2277, centro da cidade. A queixa é de que o prédio está em más condições de manutenção e alguns cômodos estão insalubres, tanto para os servidores, como para os pacientes que são atendidos no local.

O CAIC é um centro de atendimento a doenças e agravos de notificação compulsória e tratamento contínuo que em consonância com os programas nacionais e estaduais realiza busca ativa, presta assistência e divulga indicadores que permitem a formulação de políticas e programas voltados ao diagnóstico precoce e tratamento imediato às pessoas portadoras de HIV, Sífilis e Hepatites Virais B, E e C, Tuberculose e Hanseníase.

O diretor do sindicato Gilberto Rodrigues foi quem esteve realizando a vistoria no prédio. Ele constatou a existência de mofo em diversas salas, falta de ventilação e vazamento de água em vários pontos do prédio, inclusive em locais onde o público é atendido.

Durante a permanência do sindicalista, uma equipe da Vigilância Sanitária chegou ao prédio para verificar suas condições de higiene. “Há tempos estamos recebendo reclamações deste prédio, das condições de trabalho aos servidores e para os pacientes que chegam até aqui portando graves. Passou da hora da Secretaria Municipal de Saúde intervir, a Prefeitura paga caro no aluguel deste prédio que necessita de reformas urgentes. Iremos aguardar o laudo que  será realizado pela equipe da Vigilância Sanitária e encaminharemos um ofício ao secretário Marcos Palermo, para que ele arrume o prédio ou providencie outro local apropriado” finalizou Rodrigues.